sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Incansável

Incansavelmente eu andarei descalço nas pedras sobre as ruas.
Incansavelmente eu correrei por todos os caminhos sem medo, sem rumo.
Incansavelmente ficarei parado sobre o céu estrelado que vejo acima da minha cabeça.
Incansavelmente eu pularei como que uma criança levada pela ingenuidade da vida, sem horas, sem regras, sem mentiras.
Incansavelmente falarei o que quero, o que acho, o que penso.
Incansavelmente ficarei quieto, sentado, calado, pensando.
Incansavelmente darei risadas, deixarei minhas lágrimas caírem sobre meu rosto.
Incansavelmente serei mais eu, serei o que sou e não saberei ser eu.
Incansavelmente vou ser assim sem nome, sem cor, sem sobrenome.

Todavia serei um incansável apaixonado por esse ser que carrego em meu peito.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Obrigado por compartilhar aqui! =D
#feliz