sábado, 22 de maio de 2010

Falei de mim

Às vezes me sinto forte, destruidor, capaz de derrubar aos montes qualquer coisa. Horas já estou fraco, incapaz, sem fôlego para soprar uma pena.
Essa bipolaridade de quem sou, esse eu de cabeça cheia que abandono ao relento várias noites a ficar pensando em mim mesmo, a quem sou e atinjo em meio a tanta gente. Visualizando o que não vejo em olhos de carne, me indagando onde estou nesse exato momento e tentando ter certeza se sou a soma de dias que se passaram ou só o resultado do que hoje estou vivendo.
Me definir já se tornou algo difícil, esquecer disso é que estou querendo, mas não como aquele que vive um dia após o outro, mas um ator que assume papéis e formas diferentes para sobreviver em tempos onde fugir não é solução e ficar também não se resolve nada mesmo.
Me inspirando em figuras, histórias e sentimentos que me fazem ser eu preenchendo o inconstante que sou.
Perdi a noite, tirei teu sono, mas sentei e falei de mim.

3 comentários:

  1. Coincidentemente, acabo de escrever um texto sobre isso. Essa bipolaridade maldita que também me acomete. Legal teu blog e o layout dele. Textos muito legais tb. Já vou seguir.
    E vlw por passar pelo meu.
    bjo

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog. :D
    E eu nem sei esrever tão bonito quanto você. :P
    Acho lindo quem escreve beem.
    Obrigada por me seguir.
    Estou te seguindo também.

    Beijos :******

    ResponderExcluir
  3. OLÁ MENINAS,
    Obrigado pela visita e pelos comentários.
    Forte abraço,

    JaiR Gabardo.

    ResponderExcluir

Obrigado por compartilhar aqui! =D
#feliz