domingo, 30 de janeiro de 2011

Fraseando

"Joguei ao nada um pedaço de mim. Sou muito e do meu muito me espalho".

"Hoje o complicado se mostrou precário ao simples viver".

sábado, 29 de janeiro de 2011

Diamantes

E quem nunca deixou escapar um de seus diamantes e deixá-los cair ao chão?
Frustração.
Desanimo.
Perda. É uma pena mesmo.
Mãos apertadas para segurá-los com mais força, olhos abertos para termos mais cuidado e dedicação para tê-los pra sempre. Para toda a vida.

Sempre tê-los. Diamantes.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Necessidades

Um único pedido para uma única noite.
Eu. Você. Um espaço invisível ao ficar na ociosidade de se fazer amor.

Precisando ficar a sós com você. Necessidades.

"Não pisava no chão, mas também não tinha asas para voar".

(fragmento - Sentimentos de tempos)

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Escolha

O que é a escolha se não uma oportunidade de (RE)inventar ou fazer diferente?
Inventei uma nova história. Creio que tenho escrito as melhorias linhas de toda a minha vida.
Hoje para mim escolha é isso.

"Não vou nem para um lado e nem para o outro, muito menos para trás, o meu negócio é ir para frente".
By D. Sandra.
A quem eu amo e agradeço pela a diferença que faz nos meus dias.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Sem jeito

Não encontrei nenhum verso rimado,
nenhuma palavra expressiva,
nenhum momento certo,
nem uma roupa que me servisse bem.

Fico tão sem jeito quando você está perto.
Já não sei se existe um modo. Algo que seja certo.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Fraseando



"Vivo em uma
rotina noturna.
Logo isso acaba,
logo eu durmo".










"Uma gota de sanidade
sob um copo de perversão.
Mas só uma gota,
e nada mais".

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Uni

Em todo lugar,
nos diversos pensamentos,
com toda a força desse mundo.
A unipresença, unisciência e unipotência de se experimentar amor.
Que bom, somos dois. Que ótimo! Nunca mais sozinhos.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Esquecido

Escrevi. Li e reli. Pra mim era fato. Me gerava argumentos. Questionamentos. Por isso resolvi apagar. Mudar de história. Esquecido por opção e não por desleixo.
Se é possível? Isso já não sei. Vou tentando.
Falar de distância necessita dialogar sobre novas pontes, maneiras de se sentir mais perto.