sábado, 19 de maio de 2012

Bocadinho de Tudo

Sempre fui um bocadinho de tudo.
Um montinho de sonhos e de risos.
Um tantinho de cores.
Sempre fui um bocadinho de tudo.
Um frasquinho de curiosidades.
Um restinho de muita saudade.

Sempre fui um bocadinho de tudo.
Um exagerado tagarela, um magricela, 
um menino bem frescurento.
Quanto nojinho!

Sempre fui. 

Ai céus! Não me deixe deixar de ser...
Um tantão de muitos bocadinhos.
Sabe, pedacinhos de quem realmente sou.