sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Fiquei amarrado em nó cego, no último pingo d'água. Fiquei nas pontas dos pés no precipício de mim mesmo.