quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Diferença linda


Uma dose de absurdos inaceitáveis.
Um brinde ao feio, ao estranho e desprezível.
Aplausos para o discurso fajuto.
Bravos para o compasso incerto, o andamento desafinado e a dança fora da música.
Quero o nada perfeito, a não-regra, o não-correto.
Desejo aquela cor que ninguém mais quer.
Não ao comum a todos.
Sim para o diferente, na sua diferença serás lindo.




Postagem que dedico a Roberta Baêta, que por dançar fora da música cometeu suicídio em dezembro, discriminada em sua família por ser atéia.
Um desabafo sobre desejar o que as pessoas desprezam e julgam.
Vou continuar a aplaudir de pé o discurso taxado muitas vezes de fajuto, como se querer os direitos civis como o casamento gay, por exemplo, é besteira. E tantas outras maldades para com o diferente.

24 comentários:

  1. Jair...
    Adorei essa imagem, até levei pra mim, lindinha demais, gosto muito desse tipo de arte.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. MARAVILHOSO,JAIR!

    QUE MAGNÍFICO POST.É EXATAMENTE COMO PENSO.TUDO MUITO CERTINHO IRRITA,ENJOA.


    BEIJOS

    DONETZKA

    ResponderExcluir
  3. Grande Jair
    Um brinde a beleza dos avessos ...
    Bora lá ser feliz, viver do jeitinho que se é
    Rasgando o script aqui rsrs
    Abraços e sorriso largo =)

    BOM DIA!

    ResponderExcluir
  4. Amigo,

    Sem palavras para sua dedicação à Roberta!
    Em meio à lágrimas eu te digo:
    Feliz aquele que não dança no rítmo da música, feliz aquele que consegue pensar por sí. Esse muitas vezes vai sentir-se como um peixe fora d´água porque não é fácil olhar para a hipocrisia das pessoas nesse mundo e aceitá-lo com naturalidade, a menos que seja um deles.
    Amei!Grande beijo, te amo

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Jair...
    Este texto maravilhoso refletiu em mim!
    Sempre sou correto com minhas coisas, o que irrita um pouco quem está a minha volta! Mas aprendi a fugir um pouco dessas regras chatas! E uma outra coisa, não deixar minha essência de lado, por ser gay.

    Um super abraço!

    Bruninho

    PS.: (O comentário anônimo, se dá porque comento no micro do trabalho e aqui é bloqueado para logar com a conta do Gmail, mas nem por isso deixei de comentar). Risos :)

    brunojn10@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Eu soube da morte dela na véspera de Ano Novo. Fiquei chocada com a notícia. Mesmo não a conhecendo pessoalmente, sabemos que sua palavras, seu pensamento nos irá fazer muita falta.

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente aceitar a imoralidade da maioria é muito mais fácil. Roubou, bolsas de governo resgatadas de forma ilegal, enganar os mais ignorantes, gravides forçada, discriminação de raça, condição sexual e religião. É uma lista gigantesca de "ódio em comum" e de "jeitinhos perdoáveis". Mas "Se Deus é por nós, quem será contra nós?"

    Espero que isso acabe muito em breve.

    Continua escrevendo muito bem! ;)

    ResponderExcluir
  8. Adorei o seu texto! Ele é misto de poeticidade e literariedade... Aproveito para desejar um feliz 2013 e que você desvende os dias misteriosos desde ano ímpar. Abraço fraterno, Jasanf.

    ResponderExcluir
  9. Final de semana lindo pra você.
    Bora lá ser feliz =)
    Forte Abraço

    ResponderExcluir
  10. Passando para te desejar um ótimo final de semana!

    Abraços!

    Bru

    ResponderExcluir
  11. Sim, Jair...
    Eu também penso que tem que ser assim, pessoas não são descartáveis.
    A vida não é fácil para ninguém, muito menos para os enamorados, temos sempre todas as forças contrárias lutando pelo fim, cabe a nós vencermos a guerra.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Oi! amei seu blog.
    Estou seguindo aqui!
    beijos.
    MIRTHY
    sweet--hope.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Obrigada pelas visitas e votos de felicidades.

    Que 2013 seja super feliz e muito abençoado.
    Felicidades. Bjs

    ResponderExcluir
  14. Bem forte o texto, principalmente o motivo. Apoio familiar e aceitação familiar é muito importante em todas decisões que tomamos na vida. Continue assim, lutando pelo que acha correto. Parabéns pela sua área de trabalho, minha cunhada é dançarina profissional na Bahia, e admiro muito essa área.

    Feliz 2013, abraço.

    ResponderExcluir
  15. Ser no mundo não é fácil. Ser diferente do que se espera ser é uma ousadia.
    Sejamos ousados sempre, tentemos sempre que preciso e façamos valer justo para aqueles que de alguma forma, por algum motivo não puderam ou conseguiram estabelecer no mundo sua diferença.

    Obrigado a cada um que postou aqui. É sempre válido, bem vindo e prazeroso. Sempre!

    Abraço

    ResponderExcluir
  16. O absurdo, o feio, o indesejável, estes sempre teem o seu par. Até o Diabo tem seus seguidores. Aplausos para o incomum!
    Obrigada por seguir e comentar em meu humilde poema.

    ResponderExcluir
  17. E ainda em pleno séc XXI a quem viva com a mente abafada por ideias e conceitos tão pobres.

    Obrigado por dividir seu pensamento Mariseven.

    Bom Final de Semana a todos!

    ResponderExcluir
  18. sentidas palavras, letras cheias para valer, a cada ser humano é único e irrepetible, as diferenças só existem no esvaziou da ignorância, a verdadeira beleza habita no coração, belo blog. um abraço.

    ResponderExcluir
  19. Levantemos sempre esse hino pela particularidade de cada um! Obrigado Renato pelo seu olhar e por compartilhar aqui, sempre bem vido.

    ResponderExcluir
  20. Olá.

    Agradeço os comentários no meu blog. Gostei do recado.

    Mudando de assunto, o diferente cutuca os outrens. Nao gostar das mesmas coisas que a grande maioria segue é quase ser taxado como um et, fora o respeito que é nulo...

    Ninguém é obrigado a aceitar. Respeito seria o mínimo. Mas....

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Respeito seria o bastante. Uma única ação que faz total diferença.
    Beijo Suzi

    ResponderExcluir
  22. Olá! Bom dia!
    Jair
    Tudo bem?
    Obrigado pelo carinho da participação em meu blog!
    Bela homenagem à Roberta Baêta.
    ...chegamos a tal ponto que hoje, quando alguém fala abertamente que é diferente , e o que faz, contraria o "pensamento vigente", logo vem críticas, que chovem como se o diferente fosse pecado. Porém,não devemos nos calar, pois calar um dos lados não é exercício que devamos fazer, a censura a nós mesmos é uma violência tão grande e extrema quanto a própria coerção realizada contra terceiros.Respeitar em todos os sentidos é fundamental.
    Bela semana!
    Abraços

    ResponderExcluir
  23. Verdade ou verdades de cada ser,não podem estar moldadas às aceitações alheias.
    Não é que não deveriam,não podem. Simples assim,com toda veemência.
    Fala-se tanto em inclusões-sociais,das mais diversas ordens.Realidade-hipócrita!
    Não gosto do termo "diferente",com apelos emocionais.
    Todos somos diferentes,porque somos únicos.Cada um,cada um,com suas opções do viver e ser.
    O pensar é livre, o querer é livre,o fazer é livre.
    (Deveriam ser.)
    Infelizmente,ser "liberto" traz ainda inconformismos,embates morais,religiosos,e éticos-sociais.
    E a vida flui,mesmo assim.
    Aplausos às coragens do livre-arbítrio,com eles,a certeza das responsabilidades,dos respeitos,das partilhas e amor-de-verdade,sem invenções. Ser sendo e ponto.

    Parabéns pelo post "in memoriam".
    Hoje ao lê-lo, meus pensamentos "ferveram",indignados,por tantas atitudes cruéis que se vê por aí.São "bullyngs"? Meu caro,(termo de modismo ...) é de natureza-má,consciente ou não ...e, não podemos ignorá-los.
    Ufaaaa ..."destrambelhei" ...rsss
    Gd abç afetuoso.
    Esteja bem.

    ResponderExcluir
  24. O texto é lindo, Jair. E a homenagem também.
    O que muitas pessoas ainda não conseguiram perceber é que diferente não é sinônimo de errado, mas sim de mudança. E sem ela, o mundo ainda estaria exatamente no mesmo lugar onde começou...
    É uma linda postagem.
    Abraços

    ResponderExcluir

Obrigado por compartilhar aqui! =D
#feliz